Monday, April 7, 2008

Castelo de Warwick

-Warwick Castle-

-Vista Aérea do Warwick Castle-

- The Great Hall-

- Medieval Combats-


-A Arte da Falcoaria-

-A Arte da Falcoaria-

Fui recentemente conhecer o Castelo de Warwick, na Inglaterra, uma experiência memorável. Trata-se de um belíssimo castelo, imponente, majestoso, repleto de torres, muros altos, pontes levadiças, fossos e calabouços, em meio a imensos jardins, povoados por cisnes e pavões.


Seu salão principal, ou Great Hall, é o maior e mais impressionante aposento do castelo. Era o local onde ocorriam banquetes, recepções, audiências, importantes julgamentos e outros eventos promovidos pelos senhores do castelo. Exibe uma série de armaduras e armas do século XVI e um grande caldeirão, conhecido como Guy’s Porridge Pot.

Hoje em dia, só se pode observar as muralhas no este e oeste. Entre as atrações do castelo, encontram-se espectáculos de combates medievais, demonstrações da vida cotidiana da época e também exibição da arte de falcoaria.

Segundo a tradição, Warwick foi fundada em 914, às margens do rio Avon quando Ethelfelda, filha do rei saxão Alfred e irmã do rei da Mércia, Edward the Elder ordena a construção de dispositivos de defesa contra as invasões dos vikings. Estas defesas foram a base do Castelo de Warwick. Os vikings invadiram a Mércia em 1016 e destruíram grande parte de Warwick.

Warwick se converteu em um povoado importante do reino da Mércia por suas fortificações. No século XI, a Inglaterra foi dividida em shires e o shire administrado por Warwick era Warwickshire. Quando William, The Conqueror fez o censo de Domesday Book, por volta de 1086, Warwick era uma comuna real (royal borough). Pouco a pouco William e seu exército normando foram conquistando os territórios saxões e construindo castelos para assegurar seu domínio, e o de Warwick foi um deles, tendo sua construção iniciado em 1068.

Um dos pontos de história mais horripilante do castelo é sua masmorra (Dungeon), acessível através de vinte e quatro estreitos degraus ao lado da grande torre. Aquela peça com paredes de pedra, encravada no subsolo, escura e sem ventilação, recebeu muitos hóspedes, inclusive diversos franceses. Ainda mais aterrorizante era a masmorra da masmorra, o que na prática nada mais era que um buraco no fundo da masmorra, e graças a isto passou a ser conhecida pelos prisioneiros franceses como oubliete, o que significava que os ali jogados estavam fadados a morrer no esquecimento. Uma das mais famosas vítimas da masmorra de Warwick foi o próprio rei Edward IV, capturado durante a Guerra das Rosas.


Para maiores informações, visitem o site do Castelo de Warwick em:

1 comment:

Home Theater said...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Home Theater, I hope you enjoy. The address is http://home-theater-brasil.blogspot.com. A hug.